therasuit title

O Método TheraSuit foi criado em Michigan/USA, pelos fisioterapeutas Izabela Koscielny e Richard Koscielny, o desenvolvimento deste novo método de tratamento foi visando a reabilitação de sua filha que tem Paralisia Cerebral. A base da técnica foi uma veste criada por pesquisadores Russos com intuito de contrapor os efeitos negativos vividos pelos astronautas (atrofia muscular, osteoporose) devidos à falta de ação da gravidade em suas longas viagens pelo espaço. É constatado que pessoas com desordem neuromuscular precisam de repetições intensas de exercícios para aprender e adquirir uma nova habilidade motora. O progresso das evidências científicas associado à melhora significativa dos pacientes com distúrbios neurológicos que optaram por este tratamento faz desta técnica a primeira escolha entre os pacientes norte-americanos.

Indicações:
• Paralisia Cerebral
• Síndrome de Down
• Atraso no desenvolvimento
• Prejuízos traumáticos
• Pós-acidente vascular encefálico (AVE)   
• Ataxia
• Atetose
• Espasticidade
• Hipotonia

 


Benefícios:
• Reaprendizado do Sistema Nervoso Central
• Promove estabilização externa
• Normaliza tônus muscular
• Alinhamento corporal mais próximo do normal
• Promove a correção dinâmica
• Promove estimulação tátil
• Influencia o sistema vestibular
• Promove o equilíbrio e a coordenação
• Controla movimentos involuntários (ataxia e atetose)
• Promove as habilidades motoras finas e grosseiras
• Aumenta densidade óssea
• Diminui contraturas

 

O método se diferencia da terapia tradicional em vários aspectos. O primeiro passo, essencial para um bom tratamento, é a avaliação específica e minuciosa para a identificação dos reais déficits do paciente. Em seguida, com base nos resultados da avaliação, é elaborado um programa intensivo, individual e específico, com duração de 3 ou 4 semanas, com sessões diárias de 3 horas. O treinamento do paciente é sempre individual e visa o ganho de força, capacidade cardiorrespiratória, coordenação, equilíbrio e melhora de sua funcionalidade. Os recursos utilizados são: TheraSuit (veste), Universal Exercise Unit (gaiola) e Spider.


O programa de exercícios diários é dividido em 3 etapas:


1) TheraSuit:

 

thera-foto-1A veste TheraSuit é uma órtese dinâmica, constituída de cordas elásticas (específicas e antialérgicas), ajustadas de acordo com a necessidade específica do paciente. O paciente, com auxílio da veste, recebe informações contínuas de proprioceptores e de alinhamento correto. Desta maneira é possível inibir movimentos reflexos e permanecer em um padrão postural mais próximo do normal, aprendendo ou reaprendendo determinados movimentos. Com este auxílio, o tronco tem maior estabilidade, facilitando a coordenação das extremidades.

 

 

 

 

2) Universal Exercise Unit

thera-foto-2

Exercícios são realizados em uma gaiola específica com polias e pesos na qual se consegue realizar movimentos sem a ação da gravidade (primeira forma de aprendizado do movimento) e fortalecer músculos específicos. Este equipamento proporciona um ganho de amplitude nos movimentos, flexibilidade muscular e articular, assim como ganhos funcionais. Esta é a base para outras etapas, em que se trabalha o paciente somente em atividades funcionais.

 

 

 

 

 

3) Spider 

spider

No spider o paciente é mantido em pé, na linha média, por um sistema de cordas acopladas à gaiola. É treinado a realizar atividades funcionais. O terapeuta pode modificar o sistema de cordas facilitando ou dificultando a atividade (de acordo com o nível do paciente). Neste sistema, trabalha-se a integração sensorial, coordenação e equilíbrio.

O TheraSuit é patenteado (International Patent PCT/US2008/051458) e qualquer método semelhante pode estar sob ação judicial dos seus criadores. Para maiores informações, visite o site do TheraSuit e saiba mais (www.suittherapy.com).

 

marca-tit No CERVIM oferecemos desde 2011 aos nossos pacientes esta nova técnica de tratamento fisioterapêutico, Método TheraSuit, que tem se mostrado tão eficaz e necessária para a reabilitação sensório-motora. A indicação ideal é a realização de no mínimo três programas anuais.

Os resultados dos programas terapêutico executados pela nossa Equipe nos mostraram evidências consistentes de que crianças com disfunções neurológicas podem se beneficiar e potencializar a sua reabilitação através desta nova abordagem. É importante salientar que nem todas as disfunções neurológicas têm indicação e é necessária uma avaliação prévia.
A técnica pode ser associada a outras atividades terapêuticas (Equoterapia, hidroterapia, esportes, etc.) sendo a avaliação inicial fator determinante para a indicação do programa terapêutico adequado.

Os terapeutas que aplicam esse método de tratamento, foram devidamente treinados e certificados em Michigan/ USA e no CERVIM / RJ, com a criadora do método TheraSuit Izabela Koscielny, este é um fator essencial para garantir a eficácia dos Programas Terapêuticos.
A Equipe do CERVIM atualmente é formada por dez terapeutas devidamente treinados.
A seu dispor para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários.

Rio de Janeiro, 10 de abril de 2013.

Dra. Tânia Frazão / Coordenadora CERVIM - Crefito 2/ 16204 F